"" Você Aprende A Emagrecer Aqui !!: Os Perigos da Obesidade, Coloque No Seu Lugar

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Os Perigos da Obesidade, Coloque No Seu Lugar

Obesidade e emagrecimento:  


essas duas palavras tratam diretamente de um problema e uma solução para o problema. E a cada dia é maior o número de pessoas consideradas obesas, mas infelizmente muitas dessas pessoas ainda não procuram a assistência de programas ou clínicas de emagrecimento com o intuito de livrar-se desta que é hoje considerada um dos maiores problemas quanto a distúrbios alimentares.

O processo de emagrecimento é necessário na solução de casos de obesidade e a depender da idade em que se encontra o indivíduo, certos cuidados devem ser tomados, principalmente pelo impacto que isso pode causar em sua vida social. Dois exemplos são a obesidade infantil, quando a pessoa ainda se encontra na fase da infância, e a obesidade na adolescência.

Obesidade infantil


A obesidade infantil hoje em dia afeta inúmeras pessoas onde a maioria delas são crianças. Você já deve ter observado muitas crianças acima do peso normal. Isso ocorre por causa de vários fatores entres eles uma mal alimentação, a ingestão de alimentos gordurosos e calóricos e também pela ausência de atividades físicas.



A obesidade traz muitas complicações tanto físicas como psicológicas para as crianças. A obesidade infantil não deve ser tratada com uma simples doença, devem ser tomados muitos cuidados para combatê-lá. Pois ela pode gerar várias doenças podendo levar à morte tanto em caso de crianças como adultos.


Tipos de alimentos que levam a obesidade:
Alimentos ricos em glicose (açúcar);
“Salgados” (frituras) como o pastel e coxinha;
Balas e chocolates;
Refrigerantes.
Como podemos observar a obesidade infantil também pode ser ocasionada por problemas psicológicos como a depressão e a ansiedade, levando assim as crianças a terem uma compulsão alimentar. Esse tipo de compulsão faz com que a pessoa coma bastante, com o objetivo de saciar sua ansiedade ou acabar com a depressão.

A obesidade infantil pode levar crianças a desenvolverem quadros clínicos como:
Doenças do coração;
Diabetes do tipo 2;
Hipertensão;
Complicações ortopédicas (dificultando o crescimento das crianças);
Depressão.

Como prevenir a obesidade infantil

Comece preparando um delicioso cárdapio saudável envolvendo a alimentação de toda família;
Realizar refeições saudavéis em horários definidos;
Abusar de frutas e verduras;
Ingerir bastante água;
Evitar o excesso de alimentos ricos em gordura ou glicose;
Praticar atividades físicas;
Evite realizar as refeições na frente de televisão ou computador;
Procure evitar realizar dietas muito rigorosas com os seus filhos.

Atenção:


Podemos reparar que a televisão mostra vários  fechamentos de cantinas  escolares,  isso por que ocorreu um aumento do número  de crianças obesas. Por isso aqui vai uma dica, sempre que for preparar a merenda escolar do seu filho procure incentivá-los, a comer sanduíches e ingerir sucos naturais, evitando assim o consumo de glicose e gorduras.

Curiosidades

Dados estatísticos informam que 30,3% das crianças de 6 aos 11 anos estão acima do peso;
Muitas crianças se espelham em seus próprios pais, por isso é necessário sempre ensinar bons hábitos alimentares aos filhos;

A obesidade infantil ocorre também em países desenvolvidos como os Estados Unidos, onde possui inúmeras lanchonetes e praças de alimentação.

Obesidade na adolescência

A obesidade é uma doença que acarreta diversas dificuldades na vida do obeso. Esse problema pode afetar pessoas de qualquer idade, muitos jovens durante a adolescência sentem que o corpo e a mente passam por várias mudanças que refletem na sua vida e na das pessoas que convivem com eles. A obesidade na adolescência geralmente inicia-se na infância mas nessa fase ela não é tratada como um problema o que dificulta mais ainda a perda de peso.

Os hábitos alimentares errôneos estabelecidos na infância possuem uma tendência a estenderem-se durante a adolescência, quando criança todos acham bonito e até saudável aquela criança gordinha que futuramente pode tornar-se um adolescente obeso e doente.



É cada vez mais comum os obesos na adolescência possuírem elevados índices de gordura e açúcar no sangue. Diversos fatores genéticos, sociais e psicológicos podem levar a obesidade.
Fatores que contribuem para a obesidade na adolescência

Má alimentação;
Alimentos ricos em gorduras ou glicose;
Mudanças de horários em relação as refeições;
Sedentarismo – ausência de atividade físicas;
Compulsão alimentar;
Stress e ansiedade;

Dificuldade de relacionar-se com outras pessoas e de fazer amizades.
A obesidade nessa fase contribui progressivamente para uma baixa auto estima e pensamentos negativos que podem ser oriundos das provocações por parte dos colegas de classe ou até mesmo do preconceito que reflete na dificuldade de fazer novas amizades.

A obesidade além de todos os problemas sociais e psicológicos que acarreta contribui para o surgimento de diversas doenças como hipertensão, hipercolesterolemia, diabetes, doenças do coração podendo levar a morte se não tratada.

É importante incentivar o consumo de frutas, verduras e legumes desde a infância como também a prática de algum tipo de atividade física que venha inserir a criança e mais tarde o adolescente no contexto social. Programas que incentivem uma alimentação e hábitos de vida saudáveis também devem ser incentivados principalmente nas escolas.

Leia mais sobre o impacto da obesidade na adolescência aqui.
Além de conhecer a fundo a obesidade e suas implicações na vida social e profissional de uma pessoa, quem deseja lidar com tal problema precisa conhecer boas dicas para um melhor processo de emagrecimento e o blog Nutrição em Foco selecionou algumas dicas fáceis de serem seguidas.
Dicas para emagrecimento

Algumas pessoas para manter seu peso adequado costumam adquirir algumas dietas elaboradas a partir de um perfil que não condiz com as suas necessidades individuais, é preciso aprender a alimentar-se bem e de forma correta de modo que esse hábito seja estabelecido por toda a vida do indivíduo.

Emagrecer por meio de cirurgias e medicamentos pode acarretar algumas consequências, antes de partir para um desses caminhos procure perder peso com saúde, o seu organismo agradece.
Os doces, salgados, frituras, refrigerantes e alimentos industrializados além de contribuírem para o aumento de peso auxiliam no surgimento de doenças cardíacas, hipertensão arterial, colesterol elevado e diabetes. Para a garantia de uma vida saudável além de alimentar-se corretamente é necessário praticar atividades físicas que irá combater o sedentarismo e diversas doenças.

fonte: http://www.nutricaoemfoco.com/infancia/obesidade-e-emagrecimento/

Nenhum comentário:

Postar um comentário